1.Quais são as técnicas clareadoras existentes e suas indicações?


     Duas técnicas são frequentemente usadas: O clareamento misto  e o clareamento caseiro.


Clareamento misto:


Como é feito: técnica realizada em consultório por dentista habilitado, utiliza um gel clareador à base de peróxido de hidrogênio na concentração de 35 %. Este é aplicado sobre a superfície externa do dente e ativado por um laser. Usualmente são realizadas até três sessões de uma hora cada. Nos intervalos entre as consultas, o paciente faz uso de moldeira e gel clareador (peróxido de hidrogênio ou carbamida) em casa.
Quem não pode fazer: Indivíduos com má formação dentária, como problemas no esmalte do dente; pessoas com amelogênese imperfeita (disposição irregular dos cristais do esmalte do dente, que causa manchas esbranquiçadas).


Clareamento caseiro:


Como é feito: Neste caso, o clareamento é feito em casa (acompanhamento do cirurgião dentista) com gel de menor concentração (peróxido de hidrogênio ou carbamida) e com o uso de moldeiras de silicone. O tratamento demora cerca de 15 a 30 dias. O tempo diário de aplicação varia de uma a oito horas.
Quem não pode fazer: Não há contra-indicações, desde que haja o acompanhamento de um cirurgião dentista.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


2.O que causa mancha e descoloração do dente?


     A mancha no dente pode ser causada pela ingestão de determinados alimentos, bebidas e pelo uso de tabaco. Os dentes também podem escurecer como resultado de uma lesão ou através do processo natural de envelhecimento. Embora menos freqüente, alguns medicamentos de prescrição, quando administrados durante a formação dos dentes, também podem ocasionar manchas na estrutura dentária.

3.Posso fazer sozinho ou preciso ir ao dentista?


     Nenhum tratamento clareador deve ser utilizado antes de um completo exame dos dentes envolvidos. Qualquer clareamento realizado sem acompanhamento profissional poderá resultar em sensibilização dentária, enfraquecimento da estrutura dentária e lesões em tecidos bucais.

4.O clareamento altera a cor das restaurações já existentes?


     Não. Portanto o paciente deve estar consciente que, após o tratamento clareador, talvez tenha que trocar restaurações antigas. Isto porque as restaurações não sofrem à ação dos clareadores. Baseado nisso, recomenda-se sempre antes da troca ou realização de reabilitações estéticas, que o clareamento dentário seja executado primeiramente.

5.Os produtos usados no clareamento são seguros à saúde geral?


  Sim. Como outros produtos e medicamentos usados na medicina e odontologia, se usados corretamente e sob orientação profissional, estes produtos não promovem nenhum prejuízo à saúde geral do paciente. Um fator muito importante é verificar a procedência deste kit clareador, sendo recomendado apenas o uso de produtos de provada eficácia e segurança, e aprovado por entidades que regulamentam seu emprego, tais como FDA (Food and Drug Administration), a ADA (American Dental Association) e a ABO (Associação Brasileira de Odontologia).

6.O dente clareado pode escurecer novamente?


   Sim. Mas nunca como era antes. Após 01 a 02 anos pode haver a necessidade de uma manutenção, que é feita em 02 ou 03 noites (clareamento caseiro) ou 1 sessão (clareamento laser). A necessidade de manutenção variará a partir dos hábitos do paciente. Por exemplo, pessoas fumantes e de grande consumo de substâncias pigmentadoras (café, chá e/ou chimarrão) poderão necessitar mais cedo de uma manutenção.

   Ter um sorriso bonito e agradável é essencial para quem procura uma vida mais saudável, uma aparência mais jovem e o bem estar social. Neste contexto, dentes claros são sinônimos de higiene, status e sucesso.Com os recentes avanços da odontologia é possível manter um belo sorriso em qualquer fase da vida. As técnicas clareadoras existentes no mercado tem se mostrado eficazes contra os variados tipos de manchamentos dentários.

 Há 15 anos construindo belos sorrisos!!!