Você tem mau hálito? Saiba como identificar e prevenir!

   A Halitose ou mau hálito consiste na exalação de odores desagradáveis provenientes da cavidade bucal através da respiração. Ela não deve ser considerada uma doença, mas sim um sinal de que algo no organismo está em desequilíbrio, devendo ser identificado e tratado.
   De acordo com os estudos mais recentes, as origens do mau hálito podem ser:
- Bucal (de 90 a 95 % dos casos),
- Extra-bucal (de 5 a 10 % dos casos).
  Dentre as causas bucais, a saburra (massa esbranquiçada ou amarelada, que se deposita sobre a língua) é responsável por 90% dos casos de halitose.A região posterior da língua é o local de maior incidência de saburra, pois além de receber um fluxo diminuído de saliva, contém grande número de pequenas reentrâncias onde as bactérias alojam-se e passam a digerir as proteínas dos restos alimentares.
   Como o olfato se adapta rapidamente a qualquer odor constante, o portador de halitose acostuma-se com o próprio hálito, não sendo capaz de perceber o seu problema.
   Contudo, as consequências geradas pela halitose refletem, principalmente sobre as relações sociais das pessoas. São comumente relatadas a insegurança ao se aproximar dos outros, a depressão secundária a isso, a dificuldade em estabelecer relações amorosas, o esfriamento do relacionamento entre o casal, a resistência ao sorriso, a ansiedade e baixo desempenho profissional, quando o contato com outras pessoas é necessário.
   O portador de halitose pode identificar sua existência de maneira simples:
- Fazendo um auto-exame na língua, diante de um espelho, para verificar se há saburra lingual;
-Perguntar a alguém de sua confiança, (ex: pai, mãe) se ela sente em você algum mau odor bucal ;
ou
- Consultar um profissional apto a tratar halitose, pois ele tratará a causa e o efeito do problema.


DICAS PARA MELHORAR O SEU HÁLITO

* Beba bastante água, pelo menos dois litros por dia;
* Evite permanecer muitas horas sem alimentar-se, pois o jejum prolongado favorece o aparecimento da halitose;
* Capriche na higiene bucal. Quando escovar os dentes, use também o fio dental e passe a escova com delicadeza especialmente na região posterior da língua;
* Certifique-se de que os níveis de glicemia (açúcar no sangue) estão dentro da normalidade e que o funcionamento do estômago, rins e intestinos não apresentam nenhuma alteração;
* Utilize, de vez em quando, goma de mascar ou balas sem açúcar, que ajudam a aumentar a salivação.
* Visite regularmente seu dentista.

 Há 15 anos construindo belos sorrisos!!!